Conhece as diferenças entre café arábica e robusta?

GRAODODIA_POST3_FOTO0

Você sabe qual a diferença entre café arábica e robusta? Com certeza, você já deve ter ouvido algo envolvendo os termos. Verdade? Em algum contexto do tipo “o café daquela xícara é do tipo robusta?” Ou, “o café que você compra na sua cafeteria preferida é 100% arábica?”.

Dois mundos, duas plantas, dois cafés, duas paixões. Descubra com a gente de onde veio cada um, quais as variedades de tipos em grãos do arábica e com qual deles são feitos os cafés especiais e gourmet.

Arábica
Natural da Etiópia, supostamente uma das primeiras espécies de café a ser cultivada no mundo,

Robusta
Originária da África Ocidental, é cultivada principalmente na África e no Brasil onde é chamado às vezes de Conillon). Os cafés da linha especiais e gourmet são do tipo 100% arábica.

As variações do arábica mais comuns entre as cultivadas nas regiões produtoras brasileiras são a catuaí, a bourbon, a acaiá e a mundo novo.

Catuaí
Um dos poucos cafés que se pode tomar sem utilização de açúcar ou adoçante. Plantado em altitudes mais altas, que proporcionam um sabor mais acentuado e permite ao grão de café absorver mais intensamente os açúcares naturais no processo de maturação. É leve e suave com acidez média.

Variedades: amarelo e vermelho. O catuaí amarelo é menos encorpado do que o vermelho. Portanto, dependendo do sabor almejado, um blend que inclua ambos pode ser mais satisfatório.

Bourbon
De aroma intenso, suave e com textura achocolatada, é considerado uma das melhores variedades para produção de cafés gourmet. As plantas podem atingir até 3 metros de altura, com frutos de mesmo formato que o café comum, porém, são ainda menores. É bastante suscetível à doenças e pragas de cultivo.

Variedades: amarelo e vermelho.

Mundo novo
É um cruzamento entre dois outros tipos, o sumatra e o bourbon amarelo. Sua formação é de 50% bourbon e 50% típica (sumatra). Os frutos apresentam boa uniformidade de maturação em razão das três floradas. Produzindo um café de ótima qualidade pelo baixo percentual de grãos verdes apresentados na colheita.

Acaiá
Originou-se da seleção de plantas individuais de cultivo mundo novo, sendo, portanto, originado de um mundo novo. O nome acaiá, em tupi-guarani, significa frutos com sementes grandes, o que caracteriza os cultivos deste grupo. É possível que as sementes maiores de acaiá tenham provindo da Sumatra.

Lembrando que o melhor café, em sabor e aroma, depende de como os grãos são torrados e moídos. Todos os tipos citados podem produzir excelentes cafés.!

Agora que já consegue diferenciar os tipos de grãos de café mais consumidos aqui no Brasil, faça o teste, pratique… Comece a perguntar ao seu barista qual a fruta de café que eles utilizam! Será uma boa prática, com certeza! =)

Não deixem de marcar seus momentos cafezinho usando a hashtag #GraoDoDia.

Grão do Dia – Um pouco de café, um pouco de cor
@graododia (instagram.com/graododia)
Facebook: facebook.com/graododia
Twitter: twitter.com/graododia
Site/blog: www.graododia.com

Espec. em Conteúdos e Mídias Sociais

Me chamo Alex Melo, moro em São Paulo capital, formado em ciência da computação mas atuando na área comercial como executivo de contas. Fortalezense, filho de pai piauiense + mãe cearense, tenho uma verdadeira paixão por café. Realizei cursos no segmento cafeeiro aqui mesmo em São Paulo/SP, além de workshops sobre café e uma grande conquista no segmento: visitei e explorei meu primeiro cafezal! A cada dia descubro um sabor, um novo grão, uma nota ou uma alegria a mais a partir das experiências que tenho com esses pequenos grãos mundo afora!

Deixe um Comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.