3 drinks com cerveja para brindar o seu dia internacional

drinks-para-refrescar-verao

Em comemoração ao dia internacional da cerveja (3 de agosto), falarei um pouco sobre esta bebida que é uma das mais consumidas no mundo todo e produzida a partir da fermentação de cereais, principalmente, cevada maltada. Acredita-se que tenha sido uma das primeiras bebidas alcoólicas que foram criadas pelo ser humano. Depois da água e do café, é a bebida mais popular do mundo.

Segundo o livro de Tom Standage, “História do mundo em seis copos”, a caminhada humana (da pré história à era da globalização) pode ser contada por meio de de seis bebidas chaves: cerveja, vinho, destilados, chá, café e as colas, que influenciaram os rumos dos acontecimentos e definiram políticas e práticas sociais.

A descoberta ocorreu na Mesopotâmia (atual Iraque), em meados de 10.000 a.C. e marcou o início das civilizações (onde as tribos nômades passaram a se estabelecer em locais fixos, com a adoção da agricultura). A cerveja tornou-se a base da economia e a necessidade de controlar o estoque impulsionou o desenvolvimento da escrita.

Derivada da cevada e do trigo, ela não foi inventada e sim descoberta. Os grãos selvagens de cereais começaram sendo ingredientes alimentícios relativamente sem peso e, depois, tornaram-se mais importantes depois da descoberta de outras duas propriedades:

1 – Os grãos embebidos em água começam a brotar com gosto doce. Úmido, ele produz a enzima diástase que converte o amido dentro do grão em açúcar maltado ou malte.

2 – O Mingau, resultado do processo acima que fosse deixado parado por alguns dias, passava por uma misteriosa transformação onde tornava-se ligeiramente efervescente e agradavelmente embriagante a medida que a ação de leveduras selvagens no ar, fermentava o açúcar, transformando-o em álcool. O mingau virava cerveja!

Para consagrar esta bebida histórica, sugiro três drinks que criei junto ao meu amigo Ale D’agostino para um evento em São Paulo:

1.DUTCH MOJITO

Copo: Old Fachioned
Tipo: Montado

Ingredientes
– 50ml Rum
– 15ml Suco de limão tahiti
– 15ml licor de macã
– 10 folhas grandes de hortelã fresca
– 1 colher de bar de açúcar
– Completar com cerveja

Preparo
– Em um copo longo adicione as folhas de hortelã, o açúcar e o suco de limão. Massere suavemente. Adicione o gelo, rum, licor de maçã e mexa com colher bailarina. Complete com cerveja e com mais gelo picado. Decore com três folhas de hortelã.

2.SOUR BEER

Copo: Baixo
Tipo:  Batido

Ingredientes
– 50ml de Gin
– 20ml licor CointreaU ou Curaçao Triple Sec (Marie Brizard )
– 15ml suco de limão tahiti
– Completar com cerveja

Preparo
– Em uma coqueteleira adicionar todos os ingredientes (menos a cerveja) com pedras de gelo. Bater bem e servir em copo baixo. Completar com cerveja e um raminho de alecrim.

3.MEXICAN BEER

Copo: Baixo
Tipo: Batido

Ingredientes
– 50ml de Tequila
– 20ml licor Cointreau ou Curaçao Triple Sec
– 25ml suco de limão tahiti
– 1 colher de bar de açúcar
– Completar com cerveja
– Sal (meia borda crostada)

Preparo
– Em uma coqueteleira adicionar todos os ingredientes (menos a cerveja) com pedras de gelo. Bater bem e servir em copo baixo com meia borda crostada de sal. Completar com cerveja

Fonte: História do mundo em seis copos, Tom Standage, editora Zahar

arquiteta, cenógrafa e blogueira de coquetelaria

Juliana Raimo presta consultoria em coquetelaria para veículos de comunicação, desenvolve cardápios de drinks conceituais junto a bartenders convidados para eventos e presta consultoria para restaurantes na conceituação e realização de cartas de drinks. Realiza também festas temáticas que unem a coquetelaria, gastronomia, arte e música. Já escreveu para mídias como Revista da Gol, Prazeres da Mesa, site Dedo de Moça, site B-Coolt entre outros. Desde 2009, assina a coluna drinkme no blog Gastronomix. Com mais de 300 artigos publicados, fala do universo dos coquetéis e convida o leigo a aprender a arte de preparar e apreciar um bom drink. Atualmente, realiza degustações de drinks por toda a cidade e leva ao leitor dicas de onde ir, quais bartenders procurar e o que beber em São Paulo e pelas cidades que passa.

Deixe um Comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.