24h no bairro de Florentin, em Tel Aviv

POSTIT_POST4_FOTO1

A fórmula é a mesma em qualquer parte do mundo: uma região decadente de uma metrópole qualquer começa a ser povoada por jovens criativos em busca de aluguéis baratos onde possam não só morar, mas principalmente exercitar seu talento e empreendedorismo. Aos poucos, cafés descolados vão abrindo ao lado de galerias que expõem trabalhos de novos artistas. O burburinho atrai um restaurante, que estimula um jovem estilista a abrir sua grife e assim por diante até que, quando menos se espera, aquela região antes esquecida dá lugar a um bairro descontraído, alto astral e cheio de novidades, mas que ainda guarda traços de sua decadência. Assim aconteceu com Florentin, em Tel Aviv.

Florentin, antes um bairro povoado pela classe trabalhadora, mas que se tornou boêmio, cheio de bares, café, galerias e restaurantes instalados nos prédios em estilo Bauhaus, os quais ainda não passaram por uma revitalização. Amado pelos jovens e pela população gay de Tel Aviv, porém pouco conhecido dos turistas, Florentin é um bairro que vale a pena ser conhecido numa viagem a Israel.

Comece a incursão no bairro pelo Café Levinsky 41, que serve Kombucha, bebida deliciosa e refrescante que é resultado da fermentação de chá. Aliás, o chá fermentado é apenas a base da bebida, já que ervas, frutas e gelo são acrescentados segundo a preferência de cada um. Garanto que não há forma melhor de começar o dia numa manhã ensolarada em Tel Aviv.

Depois da Kombucha, faça como os israelenes e tome seu café da manhã com Homus e Falafel. Essas iguarias são assuntos sérios em Israel. As disputas para se eleger os melhores do país é acirradíssima e o resultado não agrada a todos já que cada israelense tem seu favorito e não abre mão dele. O Hummus Beit Lechem, em Florentin, embora não figure na lista de melhores, não faz feio e serve tigelas da pasta de grão de bico a preços bem convidativos.

O passeio continua no Levinsky Market, paraíso dos foodies da capital israelense. O mercado, que está ficando cada vez mais concorrido, é ótimo para se comprar frutas secas, castanhas, especiarias típicas do oriente médio bem como iguarias persas e dos bálcans.

Se as barracas de comida do mercado tiverem atiçado sua fome, corra para almoçar no Saloof and Sons. Esse disputado restaurante com decoração simples e mesas comunitárias serve pratos deliciosos da gastronomia iemenita. E você verá, comendo neste lugar, que a culinária daquele país contribuiu na formação da culinária de Israel.

Para conhecer e entender um pouco melhor esse pedaço da cidade, embarque no Florentin Urban, Culture and Grafitti tour, que apresenta vielas escondidas, antigas Sinagogas e, claro, grafites e street art.

E para terminar o dia em grande estilo, Ouzeria. Boa música e ambiente alto-astral fazem deste bar um dos mais animados da região. E se a fome bater (ou o álcool subir), basta encostar no Ouzeria Next Door, restaurante ao lado que tem a mesma vibe e serve pratos mediterrâneos.

Café Levinsky
41 Levinsky St., Florentin, Tel Aviv

Hummus Beit Lechem
Florentin St. com Vital St

Levinsky Market
Levinsky St. (começando na Haaliya St.)

Saloof & Sons
80 Nahalat Binyamin St.

Florentin Urban, Culture and Grafitti tour
http://www.streetwisehebrew.com/graffiti.html

Ouzeria
44 Malaton St.

Advogado

Advogado e leitor voraz de livros, revistas, sites e blogs brasileiros e estrangeiros. Meticuloso, realiza muitas pesquisas e monta roteiros para comer, beber, tomar um drink antes de qualquer viagem. Atua também no projeto kitchen11, em Brasília.

Deixe um Comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.